Pedaços de Mim

 

Pedaços de Vida, Paridos, Sentidos, Vividos



Textos


É NOITE

Novamente é noite... Findou mais um dia
Como a cúmplice lua... Vou eu calmamente
Abandonada e só... Imergir na doce magia
Que vibra em meu ser tão intensamente

A poesia brota de cada poro
Penso nos amantes nas alcovas dormindo
Tento me aceitar, não lamento e nem choro
Pela maldade que vi quando foste saindo

Agora só tenho a lua por companhia
E uma vida que me espera retomar
E sem saber o que fazer do novo dia
Só me resta por os pés a caminhar

Na rua e também na minha alma
Pontos de luz cintilam a brilhar
A noite me diz com silencio e calma
Ainda há esperança e fantasias a sonhar

É noite e eu nem me sinto cansada
E agora um sonho até parece tangível
Porque não me sinto estar só e abandonada
A noite diz que ser feliz ainda é possível



JANINHAMELL
Enviado por JANINHAMELL em 02/04/2011
Alterado em 14/11/2021


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras